sexta-feira, 6 de novembro de 2015

A fé que foi dada aos santos

A fé que foi dada aos santos 
  
 
   “Amados, procurando eu escrever-vos com toda a diligência acerca da salvação comum, tive por necessidade escrever-vos, e exortar-vos a batalhar pela fé que uma vez foi dada aos santos.” 
(Judas 1:3) 
  
    Judas em sua pequena epístola, de apenas um capítulo, se preocupa em nos escrever sobre um assunto vital a todos nós cristãos, a fé que uma vez nos foi dada. A fé é vital porque só ela nos da acesso à graça salvadora (Efésios 2:8) e sem ela é impossível agradar a Deus (Hebreus 11:6). 
   Note que Judas enfatiza que a fé nos foi dada, ou seja, a fé também é um presente, uma dádiva do Senhor: “Porque Deus é o que opera em vós tanto o querer como o efetuar, segundo a sua boa vontade.” (Filipenses 2:13). Percebemos então que tudo vem Dele, até a ponte que nos conduz a sua graça. Bem-aventurados são os que não rejeitam este formidável presente! 
   Logo no verso quatro, Judas releva o porquê da necessidade de nos escrever sobre a fé: “Porque se introduziram alguns, que já antes estavam escritos para este mesmo juízo, homens ímpios, que convertem em dissolução a graça de Deus, e negam a Deus, único dominador e Senhor nosso, Jesus Cristo.” (Judas 1:4). O inimigo está arregimentando soldados seus, com o objetivo de perverter a fé dos santos, com o objetivo de tornar “em dissolução a graça de Deus”. Estes são os que pregam doutrinas e filosofias mentirosas para desviar os homens da verdade do Evangelho. Ou pior ainda, são também aqueles que criam, através de seus ensinos destorcidos, um evangelho mentiroso e estão introduzidos na igreja mas vivendo descompromissados com a vontade de Deus e ensinando outros a proceder da mesma forma. 
   A orientação para nós é bem clara, devemos “batalhar pela fé”. Paulo chegando ao final de sua vida disse: “Combati o bom combate, acabei a carreira, guardei a fé.” (2 Timóteo 4:7). O Senhor Jesus nos preveniu que alguém busca roubar a nossa coroa (Apocalipse 3:11), e isto o inimigo faz atacando a nossa fé. 
   Não é interessante que o Espírito Santo tenha levado a Judas a nos exortar a “batalhar pela fé” quando ele intentava nos escrever sobre a “salvação comum”. Porque na verdade, se não conservarmos a fé chegaremos ao naufrágio espiritual e a nossa salvação, a salvação que custou tão caro ao Senhor Jesus morrendo na cruz por nós, estará em risco: “Conservando a fé, e a boa consciência, a qual alguns, rejeitando, fizeram naufrágio na fé.” (1 Timóteo 1:19). 
   Agora que somos conhecedores da exortação de Judas para batalharmos pela nossa fé estaremos sempre atentos e vigiando para que o inimigo não nos pegue jamais desprevenidos. 
  
    Buscando conservar a minha fé, batalhando por ela, para que o sacrifício de Cristo por mim não seja em vão. 
  
Sidone Gouveia

6 comentários:

  1. BAIXEI O LIVRO PARA LÊ-LO COM CALMA. MUITO BOM SEU TRABALHO. DEUS CONTINUE ABENÇOANDO A SUA VIDA.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amém irmã Ilma! Obrigado pelas palavras de encorajamento!

      Excluir
  2. procurando edificação para a minha alma, decidi ler esse livro. vi logo essa frase, que me despertou, porque em algum momento da vida, devido a rotina do dia a dia, perdi a noção da batalha espiritual e tudo começou a perder importância. Mas lendo esta exposição, já me lembrei da motivo da minha batalha. fé.

    ResponderExcluir
  3. No mesmo instante que você defende uma fé dada por Deus, uma salvação pela Graça de Deus, você coloca o ser humano como sendo o que guarda a salvação ou a perde.
    Está errado esse pensamento. Você citou o agir de Deus em nossa vida conforme o seu querer. Ele quer nos salvar, é impossível nós, QUE SOMOS SALVOS por CRISTO, fazermos alguma coisa para perdermos essa salvação. Veja que Judas afirma que tem aqueles que já são criados para o juízo e condenação eterna.
    O verdadeiro amor lança fora todo medo. Quem poderá nos separar do amor de Deus que está em cRisto Jeusus?
    A morte? Poderes? Altura? Inferno? Quem ou o que?
    Graça e PAz.
    24Àquele que é poderoso para vos impedir de tropeçar e para vos apresentar imaculados e com grande júbilo diante da sua glória,
    25 ao único Deus, nosso Salvador, por meio de Jesus Cristo, nosso Senhor, sejam glória, majestade, domínio e poder, antes de todos os séculos, agora e para todo o sempre. Amém.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado por participar irmão Igor!
      Vejo que sua visão é Calvinista, a minha é Arminiana. E nós arminianos entendemos que o homem pode rejeitar ou aceitar a graça de Deus. Mas a verdade é que temos muito mais convergências do que divergências, então sigamos juntos vivendo para agradar aquele que nos alcançou pela sua graça!
      Deus continue lhe abençoando!

      Excluir