quinta-feira, 21 de setembro de 2017

As tempestades no mar da vida (esboço de pregação)

As tempestades no mar da vida (esboço de pregação)

Tipo de sermão: textual (Veja também: Tipos de Sermões)

Texto base: (Mateus 8:23-27)

Introdução: Assim como os discípulos enfrentaram a tempestade no mar da Galileia nós teremos que enfrentar algumas tempestades no mar da vida.
Paulo e Barnabé passavam pelas igrejas que eles haviam fundado com a seguinte mensagem: “por muitas tribulações nos importa entrar no reino de Deus” (Atos 14:22).
O próprio Senhor Jesus nos deu a seguinte advertência: “...no mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo, eu venci o mundo.” (João 16:33).
Seremos bem aventurados se quando as tempestades vierem tivermos conosco a mesma companhia que os discípulos tinham no barco com eles naquele dia.

1. No mar inevitavelmente enfrentamos tempestades “E eis que no mar se levantou uma tempestade” (v.24).

Na vida sempre estaremos sujeitos a varias tribulações, tribulações estas que normalmente tem quatro causas:
- Ataque do diabo (1 Pedro 5:8) (João 10:10).
- Permissão de Deus para nos aperfeiçoar (Hebreus 12:6).
- Questão de humanidade (Eclesiastes 9:2-3).
- Questão de Estilo de vida (Gálatas 6:7)

2. A única maneira de vencer a tempestade é clamando ao Senhor. “E os seus discípulos, aproximando-se, o despertaram, dizendo: Senhor, salva-nos! que perecemos,” (v.25).

- Os discípulos não confiaram nas suas experiências de navegação, mas clamaram a Jesus (v.25).
- Existe uma promessa de Deus para livrar ao que clama (Salmos 50:15).
- Para sermos atendidos precisamos invoca-lo com sinceridade (Salmos 145:18-19).

3. As tempestades (as lutas) produzem resultados positivos para as nossas vidas. “e seguiu-se uma grande bonança” (v.26).

- Elas nos proporcionam experiências pessoais com o nosso Deus (v.27).
- Elas aumentam o nosso temor pela Palavra de Deus (Salmos 119:67).
- Elas produzem recompensa para o que persevera até o fim (Tiago 1:12).


Conclusão: As tempestades (as lutas) não vêm para nos destruir, vêm para nos aperfeiçoar. Porém, a única maneiras de as vencermos é clamando ao Senhor e confiando inteiramente nele. Só assim poderemos contemplar os resultados positivos destas lutas e tempestades nas nossas vidas.