quinta-feira, 27 de abril de 2017

Três verdades bíblicas que todo católico romano precisa conhecer

Três verdades bíblicas que todo católico romano precisa conhecer
É com muito respeito e consideração que escrevo esta postagem, até mesmo pelo fato de possuir vários amigos e familiares que ainda fazem parte da pratica do catolicismo romano, pratica esta na qual nasci e permaneci até os quinze anos de idade. A minha motivação ao escrevê-la não é outra, se não o desejo de que todos que a leiam alcancem o entendimento que eu alcancei sobre o que aqui quero apresentar. Portanto vos peço que leiam com atenção e considerem estas três verdades:
1. Somente Deus é onisciente e onipresente:

   Existem atributos em Deus que são exclusivos das pessoas divinas, atributos que não serão encontrados nos seres criados. Dois destes atributos são a onisciência (capacidade de conhecer todas as coisas, inclusive os pensamentos) (Sl 139.1-4), (Jo 2.24-25), (Is 40.13) e a onipresença (capacidade de estar em todos os lugares ao mesmo tempo) (Jr 23.23-24), (Mt 18.20), (Sl 139.7-10). Se somente as pessoas divinas possuem estes atributos, logo entendemos que será inútil fazer orações a qualquer outro ser (incluindo Maria), pois nenhum deles será capaz de nos ouvir.
   E no demais disso o Senhor Jesus bem nos ensinou: “... Ao Senhor teu Deus adorarás, e só a ele servirás.” ( Mateus 4:10 ).

2. Jesus Cristo é o Único Senhor:

“Todavia para nós há um só Deus, o Pai, de quem é tudo e para quem nós vivemos; e um só Senhor, Jesus Cristo, pelo qual são todas as coisas, e nós por ele.” (1 Coríntios 8:6).
     A bíblia é tremendamente enfática neste versículo, não podemos ter nenhum outro Senhor além de Jesus Cristo. É por esta razão que não podemos considerar nem Maria e nem qualquer outro ser como “nosso senhor” ou “nossa senhora”.

3. Não existe purgatório:
   A crença no purgatório além de não ter fundamento bíblico, ataca frontalmente a verdade central das escrituras de que Deus sacrificou o seu filho Jesus para pagar o preço pelos nossos pecados e ainda ofusca o grande amor que Deus demonstrou por nós através deste ato.
   “Nisto se manifestou o amor de Deus para conosco: que Deus enviou seu Filho unigênito ao mundo, para que por ele vivamos.
Nisto está o amor, não em que nós tenhamos amado a Deus, mas em que ele nos amou a nós, e enviou seu Filho para propiciação pelos nossos pecados.”
(1 João 4:9,10).
   A escritura não deixa duvida de que se estivermos verdadeiramente em Cristo e andando segundo o seu Espirito não recai sobre nós mais nenhuma condenação.
    “Portanto, agora nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus, que não andam segundo a carne, mas segundo o Espírito.” (Romanos 8:1).
Se estivermos andando na luz do Senhor o sangue de Cristo no lava e nos purifica de todo e qualquer pecado.
   “Mas, se andarmos na luz, como ele na luz está, temos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus Cristo, seu Filho, nos purifica de todo o pecado.” (1 João 1:7).
   Estas três verdades que apresentei são apenas um exemplo em meio a muitas outras verdades bíblicas que o costume cristão católico invalidou para aqueles que o seguem. Mais uma vez quero inteirar que é com respeito e consideração que faço esta abordagem a vocês, e por isso, faço aqui minhas as palavras do apóstolo Paulo: “Fiz-me acaso vosso inimigo, dizendo a verdade?(Gálatas 4:16).
Só a verdade bíblica pode nos libertar de todo engano, tomemos posse das palavras do Senhor Jesus para as nossas vidas: “E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará. (João 8:32)
No amor de Cristo. Sidone Gouveia